quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

O vento vai dizer lento o que virá

Formatura, capelos ao ar, festa. O que era pra ser o fim se mostra muito mais como um começo. Toda aquela ansiedade que nasceu no início do ensino médio por esse momento perdura, mas agora paira sobre a incerteza do que está por vir. Você é levado a pensar que passa pela escola só para conseguir o conhecimento necessário para ultrapassar a barreira do vestibular, mesmo que isso não seja formalizado, está implantado no modo de levar as aulas de muitos professores. Mas quando essa etapa termina você percebe que não foi só isso, foi muito além de conhecimento acadêmico.

Você fez amigos. Grandes colegas também, mas algumas pessoas vão com você para o resto da sua vida. Aquele que riu com você das coisas mais engraçadas do mundo ou das piadas que ninguém entende, aquele que te trouxe pra realidade quando você sonhava demais ou te fez esquecer dos problemas sonhando com você, aquele que você ajudou ou recebeu ajuda. Uma das coisas que tenho orgulho são as amizades que fiz, essas poucas e boas valerão a pena.

Você viveu experiências. Cada situação te fez mais preparado para o mundo. Aquelas viagens incríveis e aquelas brigas inúteis, cada uma com seu aprendizado.

Você estudou. Ou pelo menos deveria. Também é importante aprender história, matemática, biologia... Grande parte das escolhas que virão a partir de agora irão cobrar de você alguma coisa que você aprendeu nas aulas, inclusive nas mais chatas. Ressalvo a importância da Pastoral Juvenil Marista (PJM) nessa fase da minha vida. As reuniões semanais me fizeram crescer muito enquanto cidadão protagonista na sociedade. A Missão Marista de Solidariedade me mostrou o quanto ajudar é divertido e o quanto se aprende fazendo isso. As missas da juventude mostraram que o jovem também tem fé e quer participar da igreja. Os encontros regionais me permitiram conhecer mais gente que pensa assim e que está disposto a fazer alguma coisa. O Congresso Nacional da PJM celebrou toda a caminhada da pjm e uniu ainda mais os jovens pejoteiros do Brasil. Cada momento, cada pessoas, cada música, enfim, tudo valeu muito a pena. “Porque PJM é o meu lugar...”

E tenho dito, tudo foi importante, nada foi desnecessário. As conquistas agora serão nossa bagagem para buscar nossos sonhos.




3 comentários:

  1. E que venha o que há de melhor. (yn

    ResponderExcluir
  2. Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

    Estou lhe seguindo!

    ResponderExcluir
  3. 'nossa eu amo essa musica mt legal


    http://tocadoslinks.blogspot.com/

    ResponderExcluir